Historia do vinho

A história do vinho tem grande importância histórica, pois o seu surgimento em tempos remotos tornou-o um produto que acompanhou grande parte da evolução ecônomica e sociocultural de várias civilizações ocidentais e orientais. O vinho possui uma longínqua importância histórica e religiosa e remonta diversos . O vinho teria sido introduzido no Egipto pelos gregos. São também conhecidos vestígios de vinho na China, datados do segundo e primeiro milénios a. A cor do vinho é obtida de acordo com a forma com que as cascas da uva são usadas.

Para tornar o vinho tinto é preciso que as cascas das uvas pretas descansem no mosto, . O vinho branco é um vinho com coloração variando do mais pálido amarelo- esverdeado até o mais profundo dourado-âmbar. O vinho quente ou quentão é uma bebida quente de origem européia feita com vinho tinto e especiarias. A descoberta do vinho do Porto é polémica. Uma das versões, defendida pelos produtores da Inglaterra, refere que a origem data do século XVII, quando os mercadores britânicos adicionaram brandy ao vinho da região do Douro para evitar que ele azedasse.

Mas o processo que caracteriza sua obtenção talvez já fosse . Tipo de denominação ‎: ‎ DOC Região principal ‎: ‎ Alto Douro Vinhateiro Cidade ‎: ‎S. As primeiras castas foram introduzidas sob ordens do Infante D.

Henrique , e foram importadas de Cândia (capital de Creta, Grécia). Mais tarde foram introduzidas outras castas, como a Tinta Negra, a Sercial, . Ir para História – Embora popular no mercado doméstico, o vinho francês era raramente exportado, devido à extensão das áreas cultivadas e volume da produção serem relativamente baixos. No século XII, porém, a popularidade dos vinhos bordaleses cresceu vertiginosamente depois do casamento de Henry . Carménère é uma casta de uva, originalmente da região do Médoc (Bordéus, França), onde era usada para a produção de vinhos tintos intensos e ocasionalmente para mistura de modo semelhante à casta Petit Verdot.

Os cachos dessa cepa possuem frutos que variam entre os tamanhos pequeno e médio e cores que . O Barolo é um vinho produzido no noroeste da Itália, Província de Cuneo, região do Piemonte e sob DOCG ou Denominação de Origem Controlada e Garantida. O nome Barolo está ligado à família Falletti, então Marqueses de Barolo, que iniciaram a . Esta é uma lista de verbetes relacionados com o vinho , sua história , produção e comercialização. Abocado – significa doce, e a etnologia da palavra é italiana (abbocato). Abrir – um vinho aberto é aquele que realçou suas.

Nos anos floresceram muitas vinícolas familiares, que se desligaram das cooperativas, . Tannat é uma uva tinta da família da Vitis vinifera originária do sul da França. Uruguai, que possui uma extensa área de vinhedos dessa casta. A tannat dá origem a vinhos de muito caráter, bastante corpo e estrutura, . Vinho seco é uma classificação de vinho aplicado às bebidas que possuem até gramas de açúcar por litro.

Um vinho seco pode ser tanto tinto, quanto branco.

O vinho seco é apreciado por consumir praticamente todo o açúcar da uva durante o processo da fermentação. Isso mantem as características do vinho e da uva . Tempranillo é uma casta de uva tinta da família da Vitis vinifera, uma das castas mais conhecidas da Península Ibérica. Originária do norte da Espanha, também é muito cultivada em Portugal, onde é geralmente conhecida como Aragonez, ou Tinta Roriz na região do Douro. Na Galiza é conhecida como uva araúja . Ir para História – Foi nessas zonas que este vinho ganhou maior adesão popular, particularmente porque as vinhas americanas produziam mais que as europeias. A competição feita aos bons vinhos foi intensa, redundando na proibição da comercialização do morangueiro.

Nos Açores, a introdução das vinhas . Chardonnay é uma uva da família da Vitis vinifera, a partir da qual é fabricado vinho branco de qualidade. Também é conhecida como aubaine, beaunois, melon blanc e pinot chardonnay. A chardonnay é usada na composição do vinho champagne, sendo responsável por seu aroma característico.