Desidratação isotonica

Perdas proporcionais de água e sal. Concentração plasmática de sódio próxima à normal. Volume intracelular sem alteração.

Déficit de volume plasmático . Isso acontece nos vômitos e diarreias, por exemplo, nos quais não se produz uma transferência de água do meio intracelular para fora das células 12. Frequentemente, é o tipo .

Osmolaridade plasmática entre . De acordo com a quantidade de água e sódio presente no corpo, a desidratação pode ser classificada em hipotônica, isotônica e hipertônica. Na desidratação hipotônica, a perda de sódio é maior do que a perda de água. Exemplos: sudorese excessiva em equinos, vômito, diarreia aguda, choque hipovolêmico, febre, ferimentos abertos e hemorragia. Tipo mais comum de desidratação tem como sintomatologia a diarreia e os vômitos.

Algumas vezes, no entanto, a perda de água pelo organismo é maior que a ingestão, o que causa um estado conhecido como desidratação. Esse estado, que pode provocar a morte do acometido, pode ser classificado em isotônico, hipotônico e hipertônico. Acontece quando o corpo perde água e sódio na mesma proporção, normalmente através de vômitos e diarreia.

Desidratação hipotônica: ocorre em casos onde há perda excessiva de sódio com. Sinais e sintomas incluem sede, letargia, mucosa seca, oligúria e, à medida que o grau de desidratação progride, taquicardia, hipotensão e choque. O diagnóstico baseia-se na história e no exame físico. O tratamento é com reposição de . Consoante a proporção de água e sódio perdidos existem três tipos de desidratação: isotónica, hipertónica e hipotónica. Os principais sinais associados aos distúrbios hidroeletrolíticos estão descritos na tabela 1. A perda de água normalmente é acompanhada da perda de eletrólitos.

Ocorre perdas iguais de água e sais minerais. Este tipo de desidratação intensifica-se ou é produzida quando, durante o período de diarréia, . Acontece na diarreia e no vômito, nos quais se produz uma transferência de água do meio intracelular para fora das células. Principalmente encontrado em crianças. Resulta de uma relativa equidade tanto de perda quanto da falta de fornecimento de água e sódio ao espaço extracelular resultando numa diminuição quantitativa destes elementos, porém com manutenção dos seus valores plasmáticos dentro da faixa de . Isotônica : Tipo mais comum de desidratação.

Nefropatias perdedoras de sal.