Desidratação infantil

Se com a chegada dos dias muito quentes, nós já sentimos um grande desconforto e uma necessidade imensa de nos hidratarmos, imagine para os pequenos! Os casos de desidratação infantil aumentam consideravelmente no verão. Normalmente, a desidratação é uma consequência de outras . Diferente do que se imagina, esse é um dos principais causadores da desidratação . Desidratação infantil : pais devem ficar atentos às principais causas no verão.

Se você acha que se trata apenas de perda de água, está enganada. Sinais de desidratação nas crianças , com os efeitos do calor no bebé, torna-se fundamental que a mamã conheça os sinais de desidratação nas crianças. Sem líquidos e sais minerais, o corpo não funciona apropriadamente e os órgãos podem falhar. A desidratação infantil pode gerar quadros de saúde perigosos.

Por isso, saiba a melhor maneira de prevenir e tratar esse problema. Cuidar de uma criança não é tarefa simples porque é preciso ficar atento a milhões de fatores que podem prejudicar seu bem-estar. Por essa razão, quando apresentam certas doenças ou a atividade física deles é mais dura, não podemos descuidar deles, é necessário dar água para eles regularmente para evitar a .

Conheça os sintomas, diagnóstico e tratamento da desidratação em crianças e adultos. O que é Doença potencialmente grave que se caracteriza pela baixa concentração não só de água . Por isso, a desidratação é historicamente uma das cinco principais causas de mortalidade de crianças até anos. Segundo dados da Unicef, todos os dias são registradas, no mundo, mil mortes por diarreia – grande parte por conta da desidratação – que poderiam ser evitadas com o acesso à água . Por mais que nós, pais estejamos atentos, com as temperaturas elevadas as crianças podem perder líquido muito rápido e logo estarem se sentindo mal.

Como saber então se uma criança está desidratada? Crianças geralmente entram em quadro de . Se a criança está com diarreia, mas o seu peso é de menos 2gramas do . Como já citado anteriormente a maior faixa de risco desse problema são as crianças, já que a desidratação infantil pode agir de forma severa e rápida no organismo da criança se não tratada com rapidez. Milhares de crianças morrem anualmente por falta de cuidados e inclusive de prevenção onde são . A enfermidade pode ser secundária a diarreias agudas e afetar pessoas de todas as idades, mas é mais perigosa para as crianças (especialmente recém- nascidos e lactentes) e para os idosos.

A combinação de altas temperaturas, típicas do verão brasileiro, com o período de férias escolares e viagens em família pode se transformar em um prato cheio para o aumento de casos de desidratação infantil nesta época do ano. Os sinais de desidratação infantil incluem urina muito concentrada e em menor quantidade, criança mais irritadiça, pele com menos elasticidade e de aparência seca e olhos fundos. O alerta é da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Em entrevista à Agência . Motivada pela perda de líquidos e sais minerais do corpo, a desidratação é um fenômeno comum no verão, atingindo principalmente crianças e bebês.

O aumento da transpiração ou uma intoxicação alimentar são as principais causas do problema. Rubens Feferbaum, vice-presidente do . O corpo infantil é composto por água, o corpo de um adulto tem. Portanto, a redução da água e sais corporais, que chamamos desidratação , geralmente, tem repercussões mais severas na saúde infantil que na adulta. Principalmente nos bebês menores de ano de vida. Há poucos dias tomei um susto enorme ao perceber que os lábios da minha filha estavam bastante ressecados, ao ponto de chegar a ferir e sangrar.

Pais precisam ficar atentos aos sinais da desidratação infantil e seus riscos neste verão. Quando não tratado, pode causar perda de peso, traumas térmicos, tontura, fraqueza e, em casos extremos, convulsões, desmaios, edema. Em caso de desidratação , iniciar a reidratação e encaminhar o paciente para o serviço de saúde. Entregar ao paciente ou responsável envelopes de SRO em quantidade suficiente e recomendar que continue a hidratação até que chegue ao serviço de saúde. O risco de desidratação nos mais pequenos é elevado.

Afinal de contas, as crianças são seres sensíveis e basta juntar três fatores de risco para ficarem desidratadas: calor juntamente com exposição demasiada ao sol, sem esquecer a transpiração. Para piorar, por vezes, as crianças ainda perdem .