Comida no microondas faz mal a saude

Preparar a comida no microondas faz mal à saúde ? Quer saber se esse eletrodoméstico pode ser usado. São vários os alertas que surgem em torno dos malefícios que o micro-ondas pode causar à saúde e não é de agora. Mas será que esse aparelho faz mal à saúde ? Quais são as verdades e os mitos sobre a sua utilização?

Muitos já ouviram falar ou até receberam mensagens de e-mail falando dos perigos que o uso do forno micro-ondas pode causar à saúde.

Já falaram que as ondas eletromagnéticas podem desmagnetizar os tecidos . A utilização de micro-ondas para aquecer alimentos não traz qualquer risco para a saúde , mesmo durante a gravidez, porque a radiação fica contida no. Por dois motivos igualmente relevantes, para mim, claro. Primeiro, por causa do gosto que ele deixa da comida , já que sabor é essencial… rs. Segundo, porque ele faz mal , segundo apontam várias pesquisas.

Uma das constatações seria de que ele altera o funcionamento adequado da célula e . Quem se lembra da época em que não existia o forno de microondas ? Sem esta conveniência até mesmo refeições prontas tinham que ser aquecidas no forno – demorava uns minutos.

Porém, não há estudos que comprovem se os fornos de microondas fazem algum tipo de mal à saúde. O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA estabelece que a dissipação máxima de microondas permitida por um forno é de miliwatts por cm2. Os fornos atualmente disponíveis no mercado, inclusive os . Basta uma busca rápida na internet para encontrar sites e blogs que garantem que o uso do microondas faz mal à saúde e resulta na perda de vitaminas e nutrientes dos alimentos. Mas essa ideia de que o microondas é pior do que outras formas de cozinhar não tem base científica, explica o programa . Antes de olharmos para a ciência de como alimentos preparados no microondas podem afetar a química do sangue e afetar negativamente a sua saúde , vamos olhar sob uma perspectiva maior e pensar . Mas em meio a essas vantagens, como fica a saúde de quem utiliza esse eletrodoméstico? Será que o microondas faz mal à saúde ? Continue lendo nosso artigo para saber mais . Imagens publicadas na rede mostram que plantas regadas com água aquecida em micro-ondas acabam morrendo em poucos dias.

A ingestão prolongada de alimentos do microondas faz com que células cancerosas aumentem no sangue humano. A contínua ingestão de alimentos . Boato – Ao esquentar uma comida no microondas , os nutrientes do alimento se perdem e são criados compostos radiolíticos, elementos que não podem ser encontrados na natureza. E se por acaso é doente oncológico deixamos-lhe também um resumo dos direitos que tem a vários níveis ( saúde , segurança social, fisco e habitação). Aqui os três oncologistas concordadizer que todos temos cancro em nós é mito.

Mas há alguma discórdia quando se . Apesar de ser de grande ajuda, sobretudo a quem tem pouco tempo para cozinhar, o micro-ondas costuma gerar dúvidas. Há quem coloque na conta do aparelho – e a internet está cheia de informações falsas – problemas de saúde devido às ondas eletromagnéticas que fazem o aparelho aquecer ou .

Ao não aquecer suficientemente a comida , algumas bactérias podem sobreviver e provocar um mal -estar intestinal. Também os alimentos se desidratam mais rápido devido às fortes ondas eletromagnéticas que fazem aquecer mais rapidamente através deste equipamento. Cozinhar no micro-ondas não faz mal à saúde. Se calhar até degrada menos os alimentos porque estão menos tempo a cozinhar do que numa fonte de calor normal, desmistifica Amélia Pilar Rauter, especialista em química orgânica de produtos alimentares e docente na Faculdade de Ciências de . Site oficial da revista Viva Saúde. Depois que o forno apitou, pode-se abrir a porta sem problemas: ele está desligado e não há produção de microondas.

Microondas causam câncer. O que acontece realmente é que há maior oxidação do alimento quando a comida é preparada no aparelho, completa. O Instituto Nacional do Câncer – INCA, órgão do ministério da Saúde , através de sua Coordenação de Prevenção e Vigilância do Câncer, emitiu uma nota técnica sobre a dioxina, em que confirma não só a toxicidade da substância, mas também admite seu potencial carcinogênico. A nota do Inca reforça informações que .