Casta touriga nacional

De facto, grau álcool provável, acidez total do mosto e pH demonstram ter maior . Touriga Nacional é uma casta de uva tinta da família das Vitis Viniferas originária de Portugal. Também com queijos azuis, desde o Cambozola ao Roquefort. Como casta principal dos lotes de vinho tinto do Douro, deve considerar-se a Touriga . Descrição, É uma casta nobre e muito apreciada em Portugal.

Inicialmente cultivada na região do Dão, rapidamente foi expandida à zona do Douro para ser utilizada na produção de vinho do Porto. No mundo dos vinhos, é conhecido o fato de que cada país produtor, devido a muitos fatores, mas especialmente ao seu tipo de solo e clima, desenvolveu ao longo do tempo o cultivo de certa casta de uva com maior sucesso do que outras. Por vezes, essa variedade específica é tão importante na produção vinícola de. No final do século XIX, esta casta dominava mais de do encepamento das vinhas da região, de onde se julga ser originária.

A segunda casta mais importante era a Alvarelhão. Nessa altura, a Touriga . Região de maior expansão: Inicialmente, Dão e Douro. Origem da casta : Norte de Portugal.

Nos últimos anos, em todas as regiões do país. Com implantação internacional em Espanha, África . Douro e tida como uma das mais nobres castas tintas portuguesas. Dá origem a vinhos retintos, encorpados, poderosos e com excecionais qualidades aromáticas.

Tem frequentemente notas de amora, mirtilo, . Encontro – Preto e Branco Reserva tinto, Bairrada €9. Apesar de não ter nenhum sinónimo reconhecido oficialmente, é também historicamente conhecida por Tourigo (Dão), Preto Mortágua. Muitos exemplos de traduções com casta Touriga nacional – Dicionário português-alemão e busca em milhões de traduções. AS REFERÊNCIAS AO CULTIVO DA CASTA TOURIGA.

NACIONAL SURGEM A PARTIR DO SEC. Dando sequência aos posts sobre as castas portuguesas, segue abaixo um breve comentário sobre mais duas castas muito importantes na produção de vinhos portugueses. As uvas da vinha cumprem, ano após ano, a missão de fazer brotar uvas de características tão únicas e peculiares que tornam verdadeiramente especial o vinho da Quinta Holminhos. Um autêntico néctar dos deuses para o mais exigente apreciador.

Este primeiro post do ano sobre as mais diversas castas de nossa vinosfera, traz a estréia de um novo parceiro que muito me honra e que tem tudo a ver, pois daremos enfoque ás uvas autóctones durante os próximos meses. Alguns poucos o conhecem, mas a grande maioria não, então deixem-me lhes . No terroir único da Quinta da Teixuga sobressaem as vinhas onde pontificam as castas nobres da região do Dão como a Touriga – Nacional , Tinta-Roriz, Alfrocheiro, Jaen, Encruzado e Malvasia- Fina, base das mais inspiradas composições vínicas realizadas no Dão. Considerada por unanimidade uma das melhores castas para a produção de Vinho do Porto e vinho tinto.

Cresce com vigor nas regiões quentes e secas do Douro. Outras castas típicas são Alfrocheiro e Alicante Bouschet, normalmente em proporções menores. Esta última, muito em moda em Portugal.

Em termos de terroir, sete sub-regiões estão muito próximas umas das outras, . Bibliografia datada do Sec. XVII refere a importância da casta, no Douro e Dão. Historicamente os melhores vinhos do Porto incluíam a . A mais importante casta nativa de Portugal.

Está em todas as regiões vitícolas do país. Bastante tânica produz vinhos .